quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Ao amigo idealista sonhador

Nas suas veias que corre a inquietação
Nestas jamais injetaria tristeza
Só PAIXÃO!
Você não me cansa de tanta confusão
Assim que me sinto ao teu lado
Um homem carente e safado
Paixão nacional, cansei do eurocentrismo
Buscas uma felicidade infeliz
Abra os olhos, tente enxergar
Estou ao teu lado, um beijo apaixonado
Sonho! Esse é o meu mundo ideal?
Bruxo ardente, sensual.
Não!
Sexual!
Nossa proximidade te distância
Teu mundo tropeça em meus pés
Amigo, te vejo nos meus sonhos satânicos
Neles você só pensa nela
Traição eu, pesadelo ela
Acorde-me com um beijo
Vejamos o Sol juntos
Estou embriagado
Porque não estas ao meu lado?
(LAGRIMAS!)
(SOFRIMENTO!)
(FELICIDADE!)
Gosto de te ver acordado
Pegar teu coração com a mão
Prefiro te ver morrer ao meu lado
Só queria um beijo ardente ou encantado

4 comentários:

  1. Triste e belo.
    Ares de misteriosidade...

    ResponderExcluir
  2. queres mudar a tematica? vai ver um corpo ser preparado numa funeraria ou presencia uma exumaçao: se conseguires descrever bem, ai tu é do ramo. tem que sentir o corpo de alguem exalando um fedor medonho e endurecendo a cada minuto com as moscas a volta. isso é a morte. por enquanto tu escrevendo muito superficialmente - para escrever sobre a morte tens que vivencia-la.

    ResponderExcluir
  3. Oi..
    Indiquei seu blog para receber um selo.
    Dá uma passada no meu e dá uma olhada.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. A morte física é apenas mais uma de tantas outras expressões da morte... Que pena André, que não consegues enxergar além do superficial...

    ResponderExcluir